pergola canalfotofotofototopopinacotecaorquidarioorqemissariootakeleaobolsaingacopa

Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

Rating: 2.7/5 (1644 votos)




ONLINE
1





--------------------------------

Visitantes até o momento:


Atravessando sobre o mar Pequeno
Atravessando sobre o mar Pequeno

 ponte(Inauguração da Ponte Pensil em 1914)

Que se diz a quem arranhou um século de existência ? Uma missão longa e pontilhada de emoções iniciadas no princípio do século 20, quando a ponte pensil era inaugurada, Santos era saneada pela construção dos suas mais de duas dezenas de canais e aquela então apenas a rua da praia era povoada de casarões. Época de um privilégio fantástico.

Não esquecerei o cuidado e a tua generosidade para com o velho e necessitado professor de ingles, quase um morador de rua sempre acolhido nas horas de maior necessidade na Luiz de Camões. Tu lhe devolvias a esperança e a dignidade. Tu davas importância e atenção especial para os problemas das pessoas.

Lembro do convivio que como se fosse um familiar partilhamos em Atibáia. Guardo com carinho lembranças do Ary, pois jogamos muitas partidas de xadrez e dele tive uma atenção de filho. Eu havia perdido meu pai e voce havia perdido teu filho. Aprendi muito com voce da importância da superação e do convívio social e te credito isto com amor e humildade. Uma lição para não se esquecer.

Acho que posso até cerrar os olhos e lembrar do aroma e sabor do cafezinho fumegante trazido no momento certo e preciso quando entretido escutava Valter a tocar La Mére no piano da sala. Realmente inesquecível. Aquelas xícaras da Confeitaria Colombo...Trazidas da Cidade Maravilhosa que me falavas tanto. O desfile das jovens senhorinhas nas calçadas do Copa. Os bailes das debutantes na pacata Amparo.

Quantas vezes sentado com Celso no terraço da casa da vila em frente ao Lavignac que também não mais existe apreciamos o mesmo cafezinho. Foi muito engraçado quando resolvemos aparar a trepadeira. O Valter sempre dizia que ia fazer aquilo qualquer dia.

Lembro com nitidez o orgulho e satisfação com que tu ias recebendo as notícias de nossa aprovação nos temidos vestibulares. A nossa conquista era tua conquista. Uma vitória de mãe pela vitória de seus filhos e por mais uma etapa vencida..

Acompanhamos voces, voce e o Ary. Foram em diversas festas de Natal e Ano Novo.  Não podíamos Fernando e eu deixar de passar alguns momentos com voces. Tivemos voce por tantos anos ao nosso lado e sua convivência foi um presente. Estivemos todos juntos em tantas e tantas ocasiões.Aquelas festas não teriam sido completas sem vocês.

Tantas singelas palavras de bem e de gratidão para a sua irmã de coração Nedda. Emocionaram a todos pela tua fraternidade além do sangue. Tinha que vir da tua lembrança tal expontaneidade de oferecimento.

Sabemos que estás ao lado de tantos entes queridos agora e isto só pode nos deixar contentes. Um abraço ao perfumista e incansável estudioso da lingua portuguesa e da matemática, Ary. Continue conosco Castália de uma outra forma no mesmo amor.Diga adeus que diremos apenas  "Como foi a travessia?".



 

topo