pergola canalfotofotofototopopinacotecaorquidarioorqemissariootakeleaobolsaingacopa

Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

Rating: 2.7/5 (1644 votos)




ONLINE
1





--------------------------------

Visitantes até o momento:


Primeiro Ato
Primeiro Ato

titulo

(Primeiro Ato)

Quando o mar lança suas ondas sobre a praia, ainda que não leve mais que um diminuto grão de areia, toda a sua extensão por maior que seja fica diminuida. sinosAssim tambem a morte de qualquer homem me diminui, porque eu sou parte da humanidade; e por isso, nunca procure saber por quem os sinos dobram, eles dobram por ti.
(John Donne, século XVI, Poems on Several Occasions XVII) citada por Ernest Hemingway 
na obrs Por Quem os Sinos Dobram.

 Posso dizer que Roldan que chamarei R não conheceu B. Muito pelo contrário ele conheceu uma família. Quando nesta ocasião não havia ainda acontecido a febre dos cursinhos na cidade.  Tudo decorria como se todo o tempo do mundo estivesse a espera e tudo não envolvesse uma corrida desesperada por um lugar na faculdade. Faculdades que nem eram tantas assim.

titulo1

A cidade tinha dois cursos preparatórios. Eram as opções possíveis para quem se dispunha a enfrentar o vestibular. Poderia ser retrógrado, medieval, pré-histórico, mas ali estava a limonada disponível  e era pegar ou largar.

Lembro que inúmeras vezes me questionei como uma enorme massa humana vivendo nas trevas da idade média, sem uma única vacina ou remédio, sem água, eletricidade ou esperança pode sobreviver e propagar sua descendencia. Como pudemos estudar sem desistir eu nunca poderei  responder com certeza. Não sei o que nos movia.


 Acho que Joca é um dos cem caras que mais conhecem Física do Estado de São Paulo. (N)

O Joc tinha realmente um bom conhecimento,forjado em anos de aula e guardados na ensebada

caderneta que sacava do guarda-pó.


 O nome era estranho e esquisito: Engo. Acho que uma tentativa imbecil sobre a palavra formada sobre a abreviatura do título Engenheiro. Divagações a parte diziamos que era a abreviatura de Engodo. O tal curso era formado de uma única sala. Creio que não teria mais do que 50 luagares. Cadeiras de madeira pequenas com um apoio Marcelo Qpara a escrita e no tablado com  visão superior desfilavam mestres esforçados muitas vezes tentando trazer um pouco mais de interesse e reciocínio para os futuros vestibulandos.

Podemos dizer que os vestibulandos acabaram como todo grupo social diferenciado, povo ou tribo que tinha um mesmo objetivo-:tinham líderes, destaques, ícones e linguagem propria. O monstrinho era apenas um deles. Capaz de raciocínio rápido e desenvolto, além de matar intrincados problemas, destrinchar inúmeras pegadinhas e sério candidato a bicho 1. Esse era o monstrinho, feioso, baixote, com um constante paletó azul, cabotina dizia e anunciava que entraria na Poli em primeiro lugar. Afinal não era um objetivo de todos ? O monstrinho era odiado e rotulado de louco e CDF.

 Neusa podia ser somente uma secretária, mas para a tribo era um ícone e um ídolo. Neusa não era uma garotinha, era uma mulher que na mente e imaginação materializava uma condição ou a projeção de uma situação que viveriamos.  A jovem de cabelos negros e  curvas acentuadas cantada em prosa e verso numa paródia da banda a guiza de hino meia-boca de cursinho mexia com a imaginação daquela turma que se questionava  “porque não comigo ?’

O felizardo foi o Marcelo Q. Surgiu abraçado com Neusa nas escadas do Engo no intervalo e recalcou todo mundo. Creio que até o Joca se espantou.

José Carlos Nóbrega, o Joca era o professor de Física, jovem de 29 anos e um constante mau humor vestia camisas aprimoradas de Ban-Lon porém as calças eram amassadas e caídas como um saco de batatas.Tinhamos um excelente conceito sobre seu conhecimento que no nosso entender era incontestável. Era em certas circunstâncias falador e desajeitadamente brincalhão, mas a atitude não enganava a retração e a insociabilidade. Muito renitente, lembro apenas de uma única vez que aceitou ir em uma festa na casa de um colega nosso, o Maurício.

Muito orgulhoso e seguro de seus conhecimentos sempre apostava cervejas em como ninguém resolveria seus testes de simulado. Já alunos da Politécnica,  anos depois encontramos a figuraça de guarda-pó branco descendo a rampa do cirquinho na Escola Politécnica. Aquele que para nós era um ídolo, considerado um dos 50 maiores conhecedores de física do Estado. Joca se foi a algum tempo, soube por um amigo e antigo aluno.

Havia a Carmem e a Ramona as duas irmãs suecas. Um esforço e uma inteligência rara.  Elas filhas de emigrantes de sorte deserdadas vinham de São Vicente do Colégio Estadual e moravamnuma região empobrecida, desconhecida, quase um pântano na época-Vila Margarida. Acho que havia nelas algum traço espanhol por causa dos nomes . Carmem Dolores e Ramona Mercedes, as irmãs Straubes com o porte loiro e nórdico se tornariam politénicas.

R não lembrava  exatamente como conheceu Luis Aurélio que sempre seria chamado de Lelo , mas creio que isso não tinha importância.   O Lelo era irmão do Manoel que sempre seria chamado de Neco e R achava que conheceu o Neco antes do Lelo, mas isso também não tinha importância.

Neco  era magro e os cabelos pretos já deixavam ver uma calvície anunciada e Lelo era alto e robusto com o cabelo liso e indeciso entre o castanho e o loiro e com certeza agradava às mulheres. R tem a lembrança de uma rápida conversa com Lelo no banheiro do Engo em que Lelo tirou um cigarro do maço de Minister do bolso pediu fogo dizendo que havia começado a fumar. O Neco havia falado vagamente em estudar e a boa memória de R registrou o endereço, uma casa na Rua Afonso Pena.

R não saberia realmente dizer porque os havia procurado. Talvez a curiosidade de conhecer de perto pessoas tão diferentes dele com os mesmos objetivosou quem sabe fosse apenas a  problemas. Sabia vagamente que Lelo tinha um curso de Química Industrial e uma marcada passagem pela CarboCloro. Ou seria a Alba ? Não importava muito pois era o suprasumo do desejável. Quanto ao Neco creio que nunca se falou muito sobre sua formação.

titulo2

Alí estava  R defronte aquele casarão que se tornaria tão conhecido como sua própria casa. O casarão assobradado tinha uma entrada lateral e a frente tinha uma janela com venezianas antigas e uma escada de 3 degraus que passava por um arco romano e chegava a um terraço. No piso inferior de tacos haviam 3 salas todas amplas, uma area sob uma escada de madeira que dava acesso ao segundo piso com um banheiro e 3 quartos. Abaixo a cozinha era muito antiga e a última peça. Descendo a escada de 3 degraus o quintal muito grande com a edícula que tinha o tamanho de uma casa média .  A primeira  sala tinha a grande janela que dava para a avenida Afonso Pena e tinha o sofá, a poltrona e uma tv preto e branco. A segunda sala passou a ser a nossa sala. Era uma sala de jantar até tornat-se sala de estudo. Continha vagamente um móvel tipo guarda-louças e a mesa acomodava facilmente 8 pessoas. Havia ainda a copa que era uma sala menor e tudo se comunicava. O corredor ia desde a pesada porta da entrada com madeira e vidros grossos até a saída da cozinha.


 

Foto: O gasômetro algumas horas depois da explosão. Foto do jornal A Tribuna.  Baixe aqui

nota 19

nota 20

Dª Amélia era a avó materna avançada em anos e DºIsabel a primogênita de uma prole fértil como são os espanhóis. O seo Maneco era o velho espanhol de pernas trôpegas e um tanto descomprometido das coisas vivia pela casa cima abaixo a remexer em coisas velhas.

Lelo e Neco tinham cinco irmãs. ]A Primeira Irmã não morava com eles e era muito simpática. Casara com o Ramón um espanhol falador, agitado e muito vaidoso. A Primeira Irmã era a irmã mãezona e estava sempre ao lado da matriarca. Uma das primeiras vezes que saimos todos juntos foi na inauguração do posto de gasolina do Ramon. Foi lá no Boqueirão e estava todo o grupo com excessão da Segunda Irmã.                                                                   

A Segunda Irmã era pedagoga, dedicada a área educacional. Casada com um clérigo, um pastor protestantea Segunda Irmãmorava em São Paulo no CRUSP, o conjunto Residencisl da USP e creio que fazia um curso de pós-graduação ou extensãonão sei ao certo o que. A Segunda Irmã era a Irmã intelectual.nota 5

nota magali


A Terceira Irmã  também não morava com a mãe. Tivera um casamento com aquele gordinho redondo, o Elias,  que lembrava o José Vasconcelos  e parentemente tinha uma vida confortável com ele. E em tudo.ra entretanto dependente do marido embora muito informada e interessada

A Quarta Irmã habitava a edícula do casarão desde que casara com o Nelson, um metalúrgico que conhecera numa batalha de confeti. Nós trocavamos poucas palavras com ela  quando fazia café de manhã pois era costume corrente do Neco virar madrugadas estudando matérias do cursinho. Rachar dizíamos segundo o costume. A Quarta Irmã era a irmã pobre.

A Quinta Irmã era B e era a caçula. Quando R e B se encontraram ela tinha 15 anos em pleno viço da adolescência, cabelo castanhoe liso, muito liso. Os olhos eram castanhos e jovens. B era voluntariosa, mas tudo em seu modo educado relevava. Uma quinta irmã aprendera a importância de dividir.

 R aproximou-se deles em parte por ter sido atraído por ;B, mas afinal isto não acontecia todos os dias ? B era linda e queria rapazes bonitos. Ela estava certa e não sei se R poderia fazer parte de sua vida nem por uma tentativa. B queria ser psicóloga, mas embora não fosse uma garôta típica da geração e houvesse crescido muito cedo tinha um lado dourado que a atraia.

Li a carta escrita por B para Lelo. Ele estava no Rio na Escola  de Química da Federal e o entusiasmo com que Bfalava de surfistas de corpo perfeito e cabelos oxigenados não deixava dúvidas de sua preferências por outro homens mais vistosos e de outros perfis.

Cláudio Hércules era um rapaz novo, com boa formação de estudoe e desde o início de sua preparação queria estudar Engenharia Química. O rapaz baixinho aproximou-se de Lelo e uma empatia natural atingiu os quatro candidatos.  Cláudio dividia s angústias com Lelo e R com Neco.

 

 

sino

 


topo